B

o

i

DÉCADA DE 80

Início da carreira musical


Formou-se em Música Popular, pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul, em 1980.


De 1981 a 1983 fez em turnês pela Europa com o grupo Xoro Roxo ao lado dos músicos Joel Timoner, Skowa, Swami Jr. e Adriano Busko.

De volta ao Brasil, juntou-se a Paulo Miklos (Titãs) fazendo shows pelo país.

6

Em 1986, lançou o álbum Clínica, pela gravadora WEA, com composições suas e teve a canção Trauma na trilha sonora da novela Sassaricando da TV Globo. Nesse ano também criou as trilhas-sonoras para os filmes de Cao Hamburger: Frankstein Punk

Caçada ao Pantanal.


Em 1987, seguiu em turnê pelo Brasil com o Clínica e no ano seguinte fez o roteiro e a trilha sonora para o filme A Garota Das Telas de

Cao Hamburger e Eliana Fonseca. O trabalho lhe rendeu os Candangos de Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Roteiro de Curta-Metragem no Festival de Brasília de Cinema Brasileiro.


DÉCADA DE 90

Direção musical e roteiros


Em 1990, fundou a banda-espetáculo Vexame com Marisa Orth e, ao lado do músico André Abujamra produziu o álbum Vexame 

lançado pela Sony Music.


De 1992 a 1994, atuou como Diretor Musical do programa Fanzine, na TV Cultura, com apresentação de Marcelo Rubens Paiva. 

Na mesma emissora, compôs as trilhas de abertura dos programas Tom Jobim, Nascente; Tropicália a 2 e Cartão Verde; entre outras. 

Nesse período compôs canções e trilhas para série infantil Castelo Rá-Tim-Bum. 13 canções de sua autoria estão no CD da série.


Em 1993, no Sesc Pompéia criou e dirigiu as séries de shows: Roupa de Artista, com Cauby PeixotoFalsos e Brilhantes,

com Erasmo Carlos, João Penca e Sidney Magal. No jornal Folha de São Paulo, escreveu a coluna Tecla Sap, sobre música na TV.


Entre 1996 e 2000, compôs e participou dos CDs infantis das séries Disney Club-CRUJ, Vila Esperança e Debby; criou as canções do álbum Criança é Vida, para a Fundação Abrinq e teve suas canções gravadas por Ed Motta, André Abujamra, Sidney Magal,

Jerry Adriani, Pena Branca e Xavantinho, Paulo Miklos, Moska, Jairzinho, entre outros.


DÉCADA DE 2000

Carreira solo musical e roteiros para TV



No ano 2000, lançou o álbum Disco com produção de Luiz Macedo, capa de Gringo Cardia, fotos de Williy Biondani e parcerias com

André Abujamra  e Luiz Macedo. Nesse ano, fez uma longa turnê nacional com a banda Vexame no show Jardim das Delícias,

dirigido por Gringo Cardia


A partir de 2001, fez roteiros e trilhas-sonoras para diversos programas como Peixonauta, Circo do Edgard, Vila Sésamo, Cocoricó, Cocoricó na Cidade, Lugar Incomum, De Onde Vem?, Escola pra Cachorro, É Tudo Improviso, Futuros Campeões; para canais como

TV Globo, TV Cultura, Multishow, Record, Canal Futura, Canal Combate


Foi autor do texto e da trilha sonora da peça teatral Como Chegamos Até Aqui?- A História do Brasil Segundo Ernesto Varela, com Marcelo Tas.


DÉCADA DE 2010

Produção de discos, direção de grandes eventos e premiações


Em 2010, fundou o selo Vidal Records. Por meio dele, produziu e lançou seu segundo álbum solo Rugas na Pele dom Samba com as participações de Caetano Veloso, Arnaldo Antunes e Paulo Miklos.


No mesmo ano, também lançou pela sua gravadora, o álbum Cocoricó na Cidade, com suas composições para a série infantil da TV Cultura.


O CD Rugas na Pele dom Samba foi oficialmente lançado em agosto de 2010 no Auditório Ibirapuera com banda integrada por 

Emerson Leal, James Muller, Patrícia Ribeiro e Marcos Bowie.


No mesmo ano, o álbum ganhou o Troféu Catavento promovido por Solano Ribeiro e Rádio Cultura, como Melhor CD do ano de 2010 e foi o 11o no ranking Os 100 Melhores Da Música Brasileira segundo o júri da revista Manuscrita.


Entre 2010 a 2020, dirigiu e escreveu grandes eventos, entre eles várias edições dos Prêmios Abril de Publicidade, Prêmio Multishow, Comunique-se, Prêmio Contigo de TV, Prêmio Claudia, Prêmio Bravo, Casa Vogue, Santander Universidades, Veja Comer e Beber, Encontro de Líderes Vivo, Encontro Itaú, entre tantos outros.


Em 2011, participou do programa de uma edição histórica da série Grêmio Recreativo MTV, apresentada por Arnaldo Antunes, ao lado de Caetano Veloso, Augusto de Campos, Banda , Péricles Cavalcanti, Nina Beker, Jonas , Leo Cavalcanti e Cid Campos.


Lançou novas 36 canções e trilha sonora para a temporada Cocoricó na Cidade 2 da TV Cultura. Produziu o repertório para a temporada da série que estreou em 2012.


Dirigiu e protagonizou o Prêmio Bravo 2011, com apresentação de Lázaro Ramos e com sua participação na banda formada por Verônica Ferriani, Fernando Nunes, Kuki Stolarski, Emerson Leal, James Muller e Patrícia Ribeiro.


Em 2012, estreou o show Creme na Pele do Samba com direção de André Abujamra, que também participou do espetáculo ao lado da cellista Patrícia Ribeiro.


Em 2014, criou e produziu a trilha sonora para série Incluir Brincando/ TV Cultura e Sesame Workshop. Finalista do Emmy Award.


Participou do programa Almanaque Musical com Marisa Orth no Canal Brasil.


Em 2015, com a parceria o cineasta Tadeu Jungle criou e dirigiu a série Pressione Verde para o Greenpeace


No mesmo ano, iniciou a produção o primeiro álbum do cantor Matheus Braga, Eu Não Sou da Sua Rua.


Em 2016, em parceria do produtor e compositor Xuxa Levy criou as canções para o longa Magal e Os Formigas,

de Newton Canitto, gravadas por Sidney Magal.  


2016 também marca a estreia do cine-show Eu Segundo Eu, na sua primeira edição com as participações André Abujamra, Paulo Miklos e Matheus Braga. Em seguida, a segunda edição com as participações de Marcos Bowie, Matheus Braga Carneiro Sândalo.


Participou do Projeto em homenagem ao músico paulistano Skowa ao lado de músicos como Nando Reis, Maurício Pereira, André JungChe Leal, Izzy Gordon, Marisa Orth, entre outros.


Foi intérprete das canções de Tom Jobim no Show História de Canções dirigido por Wagner Homem em homenagem a maestro e compositor Antonio Carlos Jobim.


Em 2017, a terceira edição de Eu Segundo Eu, desta vez com Emerson Leal, Marcos Bowie e Carneiro Sândalo.


Participa do projeto Nuovo de Xuxa Levy compondo com ele a canção Dona de Mim para a intérprete DLara.


No mesmo ano, lança pelo selo Vidal Records o CD de Matheus Braga, Eu Não Sou da Sua Rua. O álbum tem a sua produção e direção musical, com as participações de , com participações de Arnaldo AntunesBranco Mello, André Abujamra, Verônica Ferriani, Tomaz Paoliello (Garotas Suecas), Lucila Novaes e Patrícia Ribeiro.


Na casa de shows Tupi Or Not Tupi, faz a quarta versão do seu cine-show Eu Segundo Eu, com participações virtuais de Caetano Veloso, Arnaldo Antunes e Paulo Miklos.


Também em 2017, participa ao lado do cantor e compositor Luiz Tatit, do show Três Quartos protagonizado por Emerson Leal, Julia Bosco e Gustavo Macako.


E nesse ano tão agitado a reestreia relâmpago da Banda Vexame, com o show Visita Íntima em curta temporada no SESC Pompeia.


No programa Altas Horas, canta e na entrevista a Serginho Groisman anuncia a gravação do seu eDisc ao vivo Eu Segundo Eu

com direção de Tadeu Jungle.


Escreve os roteiros para série Futuros Campeões / Sport TV com direção de Tadeu Jungle.


Em 2018, grava o show Eu Segundo Eu em áudio e vídeo com as participações de Arnaldo Antunes, Marisa Orth, André Abujamra, Emerson Leal, Marcos Bowie, Caetano Veloso, Paulo Miklos e Carneiro Sândalo. Direção de Tadeu Jungle. Cenário: Carratu.

Luz: Miló Martins. Direção Técnica: Eduardo Bulhões.


Em 2019, Eu segundo Eu é lançado no pioneiro formato eDisc com show no Teatro Folha e participação de Verônica Ferriani.

O eDisc tem fotos de Dimitri Lee, design de Rodolfo Resende e textos de Salem.


Nesse mesmo ano, escreve o Musical As Aventuras de Pauleco e Sandreca no Planeta Água para o Palavra Cantada.

O espetáculo entra em turnê por todo país.


Cria e produz as canções e a trilha-sonora para a série infantil Rádio Zoo, escrita por Mariana Elizabetsky e dirigida por Fernando Gomes.


DÉCADA DE 2020


Em 2020, faz a Direção Musical e Curadoria das lives da Vivo.Cultura, sendo protagonista de uma delas, assim como Verônica Ferriani, Sarah Roston, Swami Jr., Emerson Leal, Anna Setton, Daniel Grajew.


Com Tadeu Jungle cria e roteiriza a série infantil PIRIMBIM para streaming, produzida pelo Instituto Alana.


Lança o seu terceiro álbum solo DENTRO, pelo selo Tratore, com as participações de Marcos Suzano, André Abujamra, Verônica Ferriani, Emerson Leal, Daniel Grajew, Mixagem e Masterização de Sergio Soffiatti e capa de Rodrigo Andrade.


Cria os eventos digitais para VIVO, ITAÚ, MERCADO LIVRE e AMBEV com apresentações de Sarah Oliveira, Fábio Brazza e Taís Araujo.


Em 2021, escreve a série TRIP TRANSFORMADORES  / TV CULTURA, com a apresentação de Lázaro Ramos e as participações de Emicida, Adilson Krenak, Fernando Meirelles, Ronaldo Fraga, Taís Araujo, Felipe Netto, Leandro Karnal entre outros.